Procissões católicas entram para lista de património intangível de Macau

As procissões católicas do Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos e de Nossa Senhora de Fátima entraram para a lista de património intangível de Macau.

As procissões juntam-se assim a outras tradições de origem portuguesa como o teatro em patuá e a gastronomia macaense, que já faziam parte da lista anterior, com dez manifestações.

“Estas procissões integram o Levantamento Exaustivo do Património Cultural Intangível de Macau, pelo que contam com a documentação e argumentação que se encontram mais completas e em condições mais maduras”, indica o organismo.

De acordo com o Instituto Cultural (IC), o inventário publicado inclui cinco propostas iniciadas este ano: as duas procissões, que decorrem de uma proposta do próprio IC, e a ‘Crença e Costumes de Tou Tei’, ‘Crença e Costumes de Chu Tai Sin’ e a ‘Arte dos Andaimes de Bambu’, apresentadas pela comunidade.

As 15 manifestações ficam assim abrangidas pela lei de salvaguarda do património.

Na lista de património intangível de Macau consta também, além da gastronomia macaense e do teatro em patuá, a ópera cantonense, a preparação do chá de ervas, o festival do dragão embriagado, entre outras.

O IC indica que vai continuar a realizar o levantamento do património intangível de modo a actualizar o inventário.

A UNESCO classificou o centro histórico de Macau como Património da Humanidade a 15 de Julho de 2005.

2017-09-26
Guardar este link.