Cartaz :: Junho e Julho de 2017

Espectáculos e exposições em Macau, Junho e Julho de 2017 >>

RM nº 56   2017-06-06

Retratos | Gao Rongji, pasteleiro

O meu nome é Gao Rongji, tenho 60 anos e há cinco décadas que faço dos biscoitos a minha profissão. A Pastelaria Fong Kei, na Rua do Cunha (Taipa), abriu portas em 1892, durante o reinado do imperador Guangxu. Inicialmente, a minha família tinha uma casa de chá, que também vendia bolos e biscoitos como ... >>

RM nº 56   2017-06-06

Na primeira pessoa: pelos caminhos da arquitectura e artes plásticas

A arquitectura e as artes plásticas não existem uma sem a outra na vida de Alexandre Marreiros. Dois universos que convergem desde os tempos de infância, quando o macaense e os amigos se apropriavam do que restava de obras embargadas e erguiam um mundo de cabanas. >>

RM nº 56   2017-06-05


Xian Xinghai | Entre o mar e as estrelas

Nasceu em Macau, estudou em Paris, sentou-se à mesa com Mao Zedong e combateu a ocupação japonesa através da música. Xian Xinghai viveu 40 anos, compôs seis centenas de obras, mas é ainda um nome desconhecido de muitos em Macau. Nos planos do Governo local está a criação de um memorial dedicado ao compositor patriótico. >>

RM nº 56   2017-06-05

Os filhos do pop

Fenómeno asiático nas décadas 80 e 90 do século passado, o cantopop, música popular em cantonês com raízes em Hong Kong, começou a ganhar forma em Macau na era pós-transição. A estabilidade económica e uma maior ligação da população à cultura e língua locais são factores que podem vir a impulsionar o ... >>

RM nº 56   2017-06-05

Cha chaan teng | A moda meio-chinesa, meio-ocidental

Foi na década de 1950, quando começou a moda do chá da tarde de inspiração britânica em Hong Kong, que o cha chaan teng começou a aparecer a cada esquina da cidade, com a ambição de levar à classe operária opções mais económicas de comida ocidental e servir de alternativa aos restaurantes estrangeiros luxuosos. ... >>

RM nº 56   2017-06-05

Moçambique e China: Parceiros inquestionáveis

A sala estava cheia e o burburinho que se ouvia antes do início da Conferência Parceiros Económicos de Moçambique, em finais de Abril, mais parecia a torre de babel. Organizado por uma instituição bancária e uma revista local, o evento dedicou-se à cooperação com a China, pelo que o mandarim, o português e o ... >>

RM nº 56   2017-06-05

São Tomé e Príncipe | O (re)início de uma grande amizade

A China é neste momento o principal parceiro comercial de São Tomé e Príncipe, depois de os dois países terem retomado as suas relações diplomáticas. Na primeira visita oficial a Pequim por parte de um alto dirigente do país africano nas últimas três décadas, foi assinado um acordo de ajuda financeira que ... >>

RM nº 56   2017-06-05

Uma rota aberta ao mundo

Durante dois dias, 29 chefes de Estado e líderes de governo reuniram-se em Pequim para o Fórum "Uma Faixa, Uma Rota”. Um momento que marca uma nova etapa na diplomacia económica a nível global. >>

RM nº 56   2017-06-05



Resultados de fazer inveja com total apoio de Pequim

Zhang Dejiang, presidente do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional (APN), realizou uma viagem de três dias à RAEM, durante a qual constatou que a economia e vida da população “melhoraram substancialmente” desde 1999 e que a região “está a encarar uma viragem no desenvolvimento” >>

RM nº 56   2017-06-05