Domingo, Maio 31, 2020
Inicio Espectáculos & Exposições Cartaz :: Fevereiro a Março 2013

Cartaz :: Fevereiro a Março 2013

 

 

ESPECTÁCULOS

 

Cidade Num Céu Rasgado II
Pequeno Auditório CCM, 1 e 2 de Fevereiro

É uma colaboração rara entre artistas independentes de Hong Kong, dos Estados Unidos, Austrália e Japão. Uma ópera pop que explora e regista a loucura existencial da vida através de uma reconstrução do ambiente urbano com encenação, composição e interpretação assinadas por Kung Chi-shing, artista pioneiro do teatro musical contemporâneo de Hong Kong. Eman Lam, vencedora do prémio 2011 CASH Golden Sail Music, é a convidada especial no conjunto de artistas que inclui o bailarino e coreógrafo japonês Makoto Matsushima, o percussionista americano Les Fong e o violinista australiano William Lane.

 

Série de Concertos em Sítios do Património Mundial

Concerto “Louvor à Primavera”

Casa do Mandarim, 2 Fevereiro

O monumento classificado como património mundial pela UNESCO vai ser palco de concertos que vão desde as Flores de Boas-Vindas à Primavera, com arranjos de Chen Linhui, à ópera Carmen de Georges Bizet com arranjos de Zou Ye. Alegria do Festival das Lanternas, O Palco de Crisântemos e Canção Sagrada a cargo do músico japonês Minoru Miki são outras das 11 peças que vão encher a Casa do Mandarim de música a assinalar o Festival da Primavera em Macau. Também vão haver concertos no Museu de Arte de Macau dia 3 e 22, e na Galeria dos Espelhos do Teatro Dom Pedro V no dia 23 de Fevereiro.

 

A Chegada, Companhia Red Leap Theatre
Grande Auditório do CCM, 29 e 30 de Março

Esta produção premiada conta a história de um homem que tem de ultrapassar dificuldades, em solo distante e desconhecido, em busca de uma vida melhor para a família. Concebida pela companhia de teatro neozelandesa, é uma peça não-verbal e tecnicamente sofisticada adaptada de um conto gráfico da autoria de Shaun Tan, que utiliza marionetas engenhosas e teatro de sombras. Um espectáculo inventivo que inclui cerca de 200 adereços, cenários e dispositivos, venceu dos Prémios de Teatro Chapman Tripp em 2010 e já passou pelo festival de Artes de Hong Kong e o Festival Internacional de Busan, na Coreia do Sul.

 

 

EXPOSIÇÕES

 

Debaixo Destas Asas Me Aconchego, Maria Leal da Costa
Albergue SCM, até 24 de Março

José Pedro Matos Fernandes apresenta-a como “um conjunto de elementos simbólicos seculares para explorar o significado profundo dos elementos primordiais”, tema que atravessa vários dos trabalhos da artista, que em cada peça apresenta uma estrutura simbólica em que dominam as figuras do círculo, triângulo e rectângulo. Maria Leal da Costa trabalha com espírito de experimentação e exploração da plasticidade da pedra, do bronze e do ferro, concentrando-se em temas como a grandeza da alma e da viagem. Está representada em Portugal e fora, em colecções públicas e privadas, inclusive no Instituto Internacional de Macau.

 

Viagens da Vida- Exposição de Aguarelas, Ken Chan

Fundação Rui Cunha, até 23 de Fevereiro

Com carreira feita na área do design gráfico, Ken Chan apaixonou-se pela aguarela e este é o resultado. Memórias da infância crescida em Coloane, relações familiares, a experiência da paternidade, alegrias, tristezas, encontros e despedidas passados para a tela e inspirados em mestres de aguarela locais. A exposição tem curadoria da KanGallery, associação recém-formada de artistas freelancers de Macau que se reuniu pelo amor à arte e em particular à pintura.

 

Pintura – A Minha Música, Arlinda Frota

Fundação Rui Cunha, de 27 de Fevereiro a 16 de Março  

Exposição de porcelanas pintadas à mão inspiradas em países por onde passou a artista que, com uma carreira de quatro décadas na área da Medicina, decidiu seguir os passos da mãe, pintora e artista, e pôr em prática a crença pessoal de que a Medicina é muito próxima da arte. Nesta exposição apresenta o trabalho artístico inspirado em locais como a Indonésia, Portugal e Macau onde imprimiu a relação estreita entre a sensibilidade oriental e o diálogo com as origens, bem como uma forte relação com a música.

 

Viagem aos Confins do Mundo: Michele Ruggieri e os Jesuítas na China
Museu de Macau, até 3 de Março

Está incluída no Ano do Diálogo Intercultural China-União Europeia e é organizado pelo Ministério da Cultura. Esta mostra apresenta o manuscrito dos mapas da China desenhados por Michele Ruggieri, primeiro missionário da Companhia de Jesus a entrar na China na dinastia Ming e europeu pioneiro no estudo do chinês, e inclui mapas desenhados por outros jesuítas guardados nos Arquivos Nacionais de Roma. É a história dos jesuítas à medida que promoveram o intercâmbio cultural através de Macau e a sua contribuição na área da geografia através da história de vida do missionário.

 

Ten Suggestions On Improving Our Lives, Gukzik Lau
Armazém do Boi, até 28 de Fevereiro

Começou com as previsões do fim do mundo. Nesta mostra a artista plástica e escritora de Hong Kong Gukzik Lau apresenta Dez propostas para melhorar as nossas vidas numa mostra dividida em duas partes, que inclui pintura, texto, vídeo, instalações, artes gráficas e graffiti. Conta com as participações dos artistas da banda My Little Airport e do grafiteiro Katol, do grupo Start from Zero.

 

ARTIGO