Quarta-feira, Agosto 5, 2020
Inicio Cultura Primeira Obra de Siza Vieira na China

Primeira Obra de Siza Vieira na China

 

Trata-se de um edifício com cerca de 10.000 metros quadrados, encomendado por uma empresa de Taiwan instalada em Huaian, a Shihlien Chemical Industrial Jiangsu Co., e foi construído num lago artificial que funciona como reservatório daquela unidade industrial, referiu à Lusa o arquitecto Carlos Castanheira.

A inauguração contará com a presença dos dois arquitectos portugueses, que se encontram há já alguns dias na China para tratar de outros projectos, adiantou Carlos Castanheira. “Estamos na Ásia há cerca de dez anos. Primeiro no Japão, depois na Coreia do Sul e agora na China”, disse aquele arquitecto acerca da sua parceria com Siza Vieira.

Antes de se deslocarem a Huaian, os dois arquitectos irão a Taiwan, para inaugurarem um edifício de apoio a um ‘court’ de ténis, e a seguir viajarão até Macau, onde estão a projectar a recuperação de um histórico hotel. “Xi Zha” (Siza, em chinês), galardoado em 1992 com o Pritzker Prize, o Nobel da Arquitectura, é um nome muito admirado entre os arquitectos chineses, nomeadamente por Wang Shu, o primeiro chinês distinguido com aquele prémio, há três anos.

Para o Shihlien Group, Siza Vieira “é um dos grandes mestres da arquitectura vivos”, com uma obra de linhas “minimalistas” e “altamente poética”.

O edifício desenhado por Siza e Castanheira para acolher os escritórios daquela empresa em Huaian, uma construção curvilínea, com apenas dois pisos e 300 metros de comprimento, evoca um dragão flutuando sobre a água. “O minimalismo simples do seu vocabulário arquitectónico está intimamente ligado à paisagem e casa-se com um profundo respeito pela região, a cultura e a história, dando à obra uma irresistível tensão e vitalidade”, realçou o Shihlien Group acerca do edifício que será inaugurado no dia 30.

Baptizada pelos proprietários com o nome de “Edifício sobre a Água”, esta nova parceria entre Siza Vieira e Carlos Castanheira demorou quatro anos a ser projectada e construída.

Os dois arquitectos também trabalharam juntos no desenho de um museu em Seul, Coreia do Sul, inaugurado há cerca de um ano.

ARTIGO