Terça-feira, Abril 20, 2021
Inicio Uncategorized Presidente chinês quer diversificação económica de Macau

Presidente chinês quer diversificação económica de Macau

 

Xi Jinping presidiu à tomada de posse do novo Governo de Macau, na Nave Desportiva dos Jogos da Ásia Oriental, numa cerimónia que abriu com o hino chinês tocado pela banda da PSP e em que o chefe de Estado agradeceu também aos “amigos estrangeiros que têm prestado atenção a Macau e contribuído para a prosperidade e estabilidade” do território.

Num discurso repleto de alertas sobre os desafios da cidade, o Presidente chinês instou o Governo local a avançar para a diversificação económica (diluindo o domínio do jogo), a promover a integração com o resto da China e o patriotismo entre os jovens, a aproximar-se da população e a prevenir-se contra “interferências de forças externas”.

De modo a evitar os “conflitos profundos e riscos de desenvolvimento que se formaram ao longo dos anos”, Macau deve “promover activamente a diversificação adequada e o desenvolvimento sustentável da economia”, afirmou.

Para isso, disse, é preciso “melhorar o regulamento da indústria de jogo” com “coragem e sabedoria”, recorrendo a “um plano racional” e a “uma visão abrangente e de longo alcance”.

Uma forma de o fazer é tirando “o melhor proveito das políticas e medidas oferecidas pelo Governo central para apoiar o desenvolvimento de Macau” e “aprofundando a cooperação com a China continental, particularmente com a província de Guangdong e a região do Delta do Rio das Pérolas”, sugeriu o líder.

Depois da economia, Xi Jinping abordou questões políticas, numa altura em que o sufrágio universal motivou mais de dois meses de protestos e bloqueio nas ruas de Hong Kong.

É preciso promover a harmonia e a estabilidade, bem como a “coesão social”, afirmou. Ao mesmo tempo, disse o Presidente chinês, devem ser tomadas “medidas preventivas contra a infiltração e a interferência das forças externas para consolidar a tranquilidade e solidariedade de Macau”.

No seguimento desta advertência, Xi Jinping salientou a importância de promover a formação dos jovens, em especial no que toca ao patriotismo. “Devemos destacar os ensinamentos da história, cultura e realidade do país para que os jovens apreciem melhor a riqueza e a grandeza da civilização chinesa (…), compreendam melhor o caminho extraordinário percorrido pela nova China e as enormes conquistas, além de perceberem melhor a ligação inerente entre ‘Um país, dois sistemas’, o desenvolvimento do socialismo com peculiaridades chinesas e a concretização do sonho chinês”, disse.

Deste modo, os jovens de Macau podem ligar “estreitamente” o “futuro de Macau à pátria” e sentir “mais orgulho nacional e mais amor pelo país e por Macau”.

O chefe de Estado salientou também a importância de o Governo “acompanhar a situação dos habitantes” e “criar um ambiente social mais justo e equitativo”, numa altura em que se acentuam as críticas ao aumento do custo de vida na cidade.

O Governo de Macau deve, assim, ser “diligente, honesto, eficiente e justo”, e actuar “segundo as leis, a fim de garantir que o desenvolvimento da Região Administrativa Especial de Macau permanece na trajetória jurídica”.

ARTIGO