Sexta-feira, Junho 5, 2020
Inicio Desporto Hóquei de patins em linha de Macau prepara-se para o primeiro mundial

Hóquei de patins em linha de Macau prepara-se para o primeiro mundial

 

Com um Mundial a porta, entre 15 e 22 de Junho na cidade argentina de Rosário, o treino da equipa de hóquei em linha condiciona todo o trabalho de treino e formação da associação de patinagem, mas António Aguiar garante o esforço numa perspectiva de melhoria da modalidade. “É um esforço de todos pela modalidade”, disse o responsável pela associação de patinagem, ao salientar que todas as outras especialidades “pararam” para o treino do hóquei em linha.

O mundial terá 16 equipas distribuídas por quatro grupos, na fase inicial, sendo o grupo de Macau (o Grupo C) composto pelo Brasil, pela Colômbia, pela Índia. “Esta selecção, composta por 14 jogadores de campo e dois guarda-redes, todos de etnia chinesa, orientada pelo treinador Hélder Ricardo e pela adjunta Sónia Silva, está a treinar quatro vezes por semana no Pavilhão do D. Bosco, único tempo disponível, e vai realizar sábado o seu último jogo desta fase de preparação, com a selecção de Hong Kong, naquela região, antes da partida para o Mundial, que acontecerá no dia 8 de Junho”, explicou.

Ainda antes da chegada a Argentina, a selecção de Macau de ‘inline hockey’ irá fazer mais dois jogos de preparação, em Paris, com duas equipas da Primeira Liga francesa.

Aproveitando esta fase da preparação, a Associação de Patinagem de Macau, com o apoio do Instituto do Desporto, contratou o técnico francês Guillaume Sillies, ex-jogador de elite da selecção francesa para orientar uma acção de formação “on job” para treinadores de hóquei em linha, com o objectivo de formar vários treinadores de nível 1. “Este técnico, que já se encontra em Macau, acompanhará também a selecção de Macau ao Campeonato do Mundo, ajudando na orientação da mesma, nesse mesmo Campeonato, sendo esta a fase final de avaliação da referida formação”, disse o responsável, salientando que a associação quer desenvolver a modalidade.

O mesmo responsável lembrou que o hóquei é uma das modalidades que mais títulos dá a Macau, merecendo, por isso, apoio oficial.

ARTIGO