Terça-feira, Julho 7, 2020
Inicio China Organização da Conferência Ministerial é prioridade do Fórum Macau

Organização da Conferência Ministerial é prioridade do Fórum Macau

À margem da cerimónia, Cristina Morais disse aos jornalistas que esta é a prioridade do denominado Fórum Macau para 2016, mas que ainda não há data para a conferência ministerial do próximo ano, que será a quinta que se realiza desde 2003.

No discurso de posse, Cristina Morais manifestou ainda empenho no “compromisso para o alcance dos objectivos do Fórum Macau”.

A China estabeleceu a Região Administrativa Especial de Macau como a sua plataforma para o reforço da cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa em 2003, ano em que foi criado o Fórum Macau, que tem um secretariado permanente e que se reúne ao nível ministerial de três em três anos.

O secretariado permanente tem um secretário-geral (Chang Hexi, indicado por Pequim) e dois secretários-gerais adjuntos (Vicente Manuel, indicado pelos países de língua portuguesa, e Cristina Morais, indicada pelo Governo de Macau).

Integram ainda o secretariado sete delegados de sete países de língua portuguesa (Portugal, Brasil, Guiné-Bissau, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Timor-Leste).

Cristina Morais era até agora chefe do Departamento de Relações Económicas Externas da Direção dos Serviços de Economia de Macau.

Antes, foi adjunta do Departamento do Comércio da Direção dos Serviços de Economia de Macau, e na Delegação do Governo de Macau em Bruxelas.

Presente na tomada de posse, o secretário da Economia e Finanças de Macau, Lionel Leong, destacou que “a dedicação permanente às atividades relacionadas com o comércio e a economia externa” tornam Cristina Morais, que domina as línguas portuguesa, chinesa e inglesa, “a pessoa ideal” para o cargo.

ARTIGO