Segunda-feira, Maio 25, 2020
Inicio Macau Chui Sai On atribui "Lótus de Ouro" a três dos seus ex-secretários

Chui Sai On atribui “Lótus de Ouro” a três dos seus ex-secretários

A “Lótus de Ouro” vai ser atribuída este ano aos três ex-secretários para a Administração e Justiça, Economia e Finanças e Segurança, respectivamente, Florinda Chan, Francis Tam e Cheong Kuoc Vá, que exerceram esses cargos durante 15 anos, desde a transferência de soberania de Macau de Portugal para a China até Dezembro de 2014, altura em que Fernando Chui Sai On foi empossado para um segundo mandato e renovou todos os cinco secretários.

A “Lótus de Ouro” vai também ser atribuída a José Proença Branco, que foi comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários, também durante 15 anos, até Dezembro do ano passado.

O bispo José Lai e o deputado e membro do Conselho Executivo Chan Meng Kam são duas das quatro personalidades que vão ser condecoradas com a “Lótus de Prata”.

As medalhas de mérito profissional vão ser atribuídas a Vitória da Conceição, que exerce funções na Direcção dos Serviços de Finanças, João Baptista Manuel Leão, que preside ao Conselho Consultivo do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, a Manuel Trigo, que dirige o Centro de Formação Jurídica e Judiciária e à Equipa Médica do Serviço de Psiquiatria do Centro Hospitalar Conde de São Januário.

Já pelo mérito industrial e comercial, vão ser distinguidas duas individualidades e duas entidades, incluindo a Associação de Bancos de Macau, com 30 anos de existência, e a Nam Kwong União Comercial e Industrial Limitada, a única empresa do Governo central chinês com sede em Macau, cujas actividades vão desde os produtos químicos e derivados do petróleo, à indústria hoteleira, passando pelos transportes ou imobiliário.

A CAM – Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau – vai receber a medalha de mérito turístico, a par com dois restaurantes.

A medalha de mérito educativo vai ser atribuída a três individualidades e à Associação das Escolas Católicas de Macau.

A medalha de mérito cultural de 2015 vai, por seu turno, para quatro individualidades, incluindo Chan Hou Seng, que dirige o Museu de Arte de Macau.

Três personalidades, incluindo Lam Un Mui, que preside à Associação Geral das Mulheres de Macau, a par com duas associações de beneficência vão ser condecoradas com a medalha de mérito altruístico.

Já Rita Santos, que foi secretária-geral adjunta do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, e Fernanda Cardoso, enfermeira-chefe da Unidade de Cuidados Intensivos e da Unidade de Queimados do Centro Hospitalar Conde de São Januário, vão ser duas das seis individualidades a ser agraciadas com a medalha de dedicação da Região Administrativa Especial.

ARTIGO