Sexta-feira, Março 5, 2021
Inicio Cooperação Comércio externo de Macau cai pela primeira vez desde 2009

Comércio externo de Macau cai pela primeira vez desde 2009

Em 2015, Macau exportou produtos no valor de 10,69 mil milhões de patacas (1,19 mil milhões de euros), mais 7,8% do que em 2014, informa a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC).

No entanto, no mesmo período, importou 84,66 mil milhões de patacas (9,46 mil milhões de euros), menos 5,9% do que em 2014. A queda é explicada com a diminuição da procura de produtos como joalharia em ouro (-31,2%), automóveis de passageiros (-25,4%) e relógios de pulso (-21,5%). Assim, o défice da balança comercial de 2015 fixou-se em 73,97 mil patacas (8,26 mil milhões de euros).

Em 2015, Macau importou 31,85 mil milhões de patacas (3,55 mil milhões de euros) de mercadorias do interior da China e 18,84 mil milhões de patacas (2,1 mil milhões de euros) da União Europeia, respectivamente mais 6,8% e menos 13,8% do que no ano anterior.

Quanto às exportações, em Macau estão fortemente concentradas na reexportação de produtos, que aumentou 12,4% para 8,87 mil milhões de patacas (653 milhões de euros), enquanto a exportação doméstica foi de 1,82 mil milhões de patacas (203 milhões de euros), menos 10% em termos anuais.

As exportações para os Estados Unidos e para a União Europeia, com um valor de 197 milhões de patacas (22 milhões de euros) e 226 milhões de patacas (25,2 milhões de euros), respectivamente, caíram 27% e 33%. Em contrapartida, a região aumentou as exportações para Hong Kong (6,33 mil milhões de patacas ou 707 milhões de euros) e para o interior da China (1,84 mil milhões de patacas ou 205 milhões de euros) em 8,8% e 18,2%, respectivamente.

ARTIGO