Quinta-feira, Julho 2, 2020
Inicio Arquitectura Arquitectura de uma parceria

Arquitectura de uma parceria

 

Parceria1

 

Texto Nuno Gomes Pereira | Fotos 615 Concepts/Saraiva e Associados

 

Numa região com características únicas como Macau, os contratos estabelecidos entre empresas locais e portuguesas não são surpreendentes – trata-se quase de uma tradição, que se mantém bem viva. O acordo estabelecido recentemente entre a 615 Concepts e a Saraiva + Associados (S+A), porém, destaca-se por várias razões. Antes de mais, porque a empresa local de design de interiores e construção foi fundada por três ambiciosos jovens de Macau, com visão para estabelecer a parceria que catapultou a 615 Concepts para um crescimento instantâneo de enorme potencial. Em segundo lugar, porque a S+A, tendo sede em Portugal, é na realidade uma companhia internacional, presente em dez países de quatro continentes, estando no top-100 dos ateliês de arquitectura mundiais.

“Associarmo-nos à S+A é uma grande oportunidade de aumentarmos a nossa reputação”, afirma Hermes Lai, um dos sócios da 615 Concepts. “Conseguimos também aumentar a qualidade da nossa resposta ao mercado de Macau, atingindo um nível de calibre internacional. A visão da S+A inspira-nos ainda com conceitos inovadores, que vamos adoptar nos nossos projectos, nomeadamente nas áreas de sustentabilidade e planeamento urbano. Esperamos saber aproveitar as oportunidades que aí vêm e atingirmos um nível superior.”

A S+A descreve a parceria como nascida de uma admiração profissional mútua. Fundamental, além disso, foi a complementaridade nos serviços aos clientes. Luís Barros, sócio da S+A, veio a Macau (um regresso, já cá tinha trabalhado entre 1997 e 2000) assinar o contrato de parceria. “O continente asiático é para a S+A um mercado estratégico, e nesse sentido o ateliê tem procurado expandir a actuação nesta zona. Iniciada em 2011 a actividade na China, com a abertura do escritório em Pequim, rapidamente percebemos que a dimensão deste mercado nos obrigaria a abrir delegações em maior proximidade com os nossos clientes, sempre de acordo com a política de crescimento sustentado e orgânico que caracteriza a S+A. Assim se passou em 2014, com a abertura de escritório em Xangai.”

Macau foi um passo lógico na expansão de actividade neste lado do planeta. “Com as oportunidades a surgirem no Sul da China, e cumprindo a sua estratégia, a S+A estabeleceu uma parceria com a 615 Concepts. A colaboração permite apresentar soluções inovadoras cujo conteúdo integra um conhecimento local profundo, manter maior proximidade junto dos clientes e acompanhamento das obras, dar a conhecer a qualidade dos nossos serviços e obter novos projectos na zona do Delta do Rio das Pérolas. No fundo, a parceria possibilita uma resposta integrada, potencia o know-how da S+A com o conhecimento adquirido pelo nosso parceiro, e reforça a qualidade das propostas, consolidando a nossa posição nesta zona geográfica.”

 

Parceria2

 

Preocupação ambiental

Jovita Lo do Nascimento é uma arquitecta da S+A sediada em Xangai, mas com responsabilidades que a levam a viajar constantemente pela China. Veio na “comitiva” da sua empresa para a assinatura do contrato de parceria com felicidade redobrada, pois além de adorar Macau, conhece muito bem a cidade – nasceu cá. Tem por isso uma visão privilegiada sobre a cidade, a sua evolução e os desafios que enfrenta no presente e no futuro. “Macau é um local único no mundo, não pode ser analisado numa perspectiva comparativa. O essencial é o bem-estar de quem o habita e de quem o visita.”

Pensar em soluções para a RAEM deve ainda ter em conta a história e a forma como esta se relaciona com os aspectos contemporâneos. “Assim como as mais-valias que isso traz à região, que durante séculos testemunhou o intercâmbio de culturas na origem de uma identidade única. A acção das diversas instituições, nomeadamente do Instituto Cultural, na defesa activa e dinamização do património é fundamental e catalisadora. O Centro Histórico de Macau foi classificado como Património Cultural em 2005, tornando-se no 31.º local designado como Património Mundial da China – temos de garantir a protecção desta pérola cultural.”

O discurso de Jovita Lo do Nascimento, feito com a legitimidade de quem viveu em Macau e nunca esteve muito tempo longe, cruza-se nesta altura com a sua visão de uma arquitectura actual – a mesma subjacente à S+A e à 615 Concepts, aliás – para sublinhar a preocupação ambiental. “A arquitectura sustentável é uma maneira de conceber projectos de forma coesa com a RAEM. Ou seja, procurando optimizar a estrutura organizacional de A a Z até ao momento da edificação. Só assim se minimiza o impacto ambiental e maximiza o bem-estar da população. Um objectivo realizado a partir da melhor utilização de recursos naturais e sistemas construtivos.”

 

S+A_CAMPUS DE JUSTICA DE LISBOA - LISBOA - PORTUGAL_03

 

Três é o número da sorte

Hermes Lai chefia os projectos de design de interiores, Raymond Kong é o director de arte e Vincent Sou o homem da gestão e das finanças. Os três amigos constituem o corpo de sócios fundadores da 615 Concepts, a empresa de design de interiores e construção que decidiram abrir em 2009. “Achámos que tínhamos algo a acrescentar no mercado de Macau nesta área”, explica Lai. O seu espectro de acção é essencialmente o mercado local de residências particulares e espaços comerciais, mas pretendem ir mais longe, em particular depois de assinado o acordo de parceria com a S+A. “Estamos esperançados em fazer parte de novos projectos de arquitectura, com forte componente de respeito pelo ambiente.”

Lai tirou o curso de Design de Interiores em Londres, começando a trabalhar em 2008. “Participei em inúmeros projectos, de lojas, hotéis e casas de luxo a escritórios e edifícios públicos. Antes de avançar para o meu próprio negócio, estava como gestor de projecto, no terreno, do Club Cubic, no City of Dreams. Desde que a 615 Concepts abriu já conto com inúmeros projectos, cuja execução é sempre feita com a máxima exigência qualitativa.”

Sobre os sócios, diz que são exemplares nas funções que desempenham. “O nosso director de arte, Raymond Kong, também tirou o curso em Inglaterra, na Faculdade de Arte, Design e Arquitectura da Universidade de Kingston, em Londres. Trabalhou como freelancer em design gráfico e de interiores, mas também em fotografia, produção de vídeo, organização de eventos e styling de moda. Bastante sensível, está sempre atento ao que se faz de novo na cultura e na moda. É o nosso artista conceptual, sempre focado em tornar cada projecto numa peça de arte entusiasmante.” O contraponto é Vincent Sou, que ocupa as funções administrativas. “Dirige a empresa de maneira a combinar da melhor forma o lado artístico com o lado prático, garantindo que o negócio corre sobre rodas. É uma pessoa sábia e com grande capacidade gestora.” Os três juntos são uma combinação vencedora? “Estamos confiantes num futuro brilhante.”

Obstáculos, como é comum em Macau, só a falta de mão-de-obra qualificada. “É particularmente difícil encontrar bons quadros disponíveis na área de design de interiores e construção. Somos obrigados a procurar no Interior da China ou noutros locais. Isso às vezes pode gerar problemas de comunicação, fruto das diferenças culturais.” Nada de muito desanimador, contudo. O momento é de optimismo. “Encontramo-nos numa fase de franco crescimento, estamos muito contentes. A parceria com a S+A, pelo que representa e pelas perspectivas que abre, veio motivar-nos ainda mais. Aguardamos ansiosos pelos novos desafios.”

 

S+A_GREEN QUARTER - ASTANA - CAZAQUISTAO_01

 

Gigante lusitano

O nome do ateliê Saraiva + Associados vem do seu fundador Miguel Saraiva. Um arquitecto cuja aventura empresarial se transformou numa companhia de dimensão planetária. “A S+A nasceu há 19 anos como um pequeno ateliê. Inicialmente éramos dois sócios e trabalhávamos em projectos de menor dimensão. Ainda assim, rapidamente surgiram projectos com maior relevância que marcaram o nosso posicionamento no mercado nacional. O crescimento do ateliê tornou-se uma realidade e a nossa posição foi sendo reconhecida. A abordagem passa por elevados padrões de qualidade técnica, práticas sustentáveis e soluções integradas, um método que não passou despercebido aos nossos clientes.”

A saída para fora de portas aconteceu em força depois da saída do outro sócio-fundador. “A internacionalização estruturada da S+A teve início em 2006, e hoje estamos com estruturas próprias em 11 países. O caminho tem sido percorrido com passos cautelosos e o momento actual é de consolidação da actividade nos novos mercados.”

Dentro das áreas de Arquitectura e Urbanismo, a S+A dedica-se a projectos de edifícios públicos, saúde, escritórios, comércio, habitação, hotéis e resorts, planeamento urbano, design de interiores e sustentabilidade. Apesar de já ter uma dimensão considerável, a expansão mantém-se como objectivo. “Queremos que seja equilibrada e consistente, com base numa consolidação nos mercados onde já estamos, sempre com a distinção da qualidade do desenho arquitectónico e um olhar atento a novas oportunidades. Estamos em condições de lidar com as mudanças da economia mundial, nomeadamente através de uma resposta contextualizada que pondera a especificidade cultural de cada região.”

Com ateliês instalados em mercados estratégicos da Ásia, da América Latina e de África, a S+A aposta no desenvolvimento do know-how local, como aconteceu em Macau. “É com base neste conhecimento que aconselhamos os nossos clientes, proporcionando-lhes as vantagens de uma abordagem global com foco local. As equipas da S+A, trabalhando em rede, estão atentas à mutação das tendências e incorporam esse conhecimento nos projectos que desenvolvem, criando uma real mais-valia.”

 

S+A_THE TWO TOWERS CDB & MINSHENG - SHENZEN - CHINA_01

 

*****

Cronologia 615 Concepts

2009 – Criação da empresa

2012 – Aumento do número de trabalhadores

2013 – Projecto distinguido nos Prémios de Design de Interiores da China (CIID)

2014 – Dois projectos distinguidos nos Prémios de Design de Interiores da Ásia-Pacífico (APDC); vários projectos premiados por outras organizações relevantes de design de interiores

2015 – Parceria com o ateliê internacional de arquitectura Saraiva+Associados

 

Cronologia S+A

1996 – Criação da empresa

2004 – Início da execução de trabalhos para fora de Portugal

2010 – Abertura de escritórios na Argélia, na Guiné Equatorial e no Brasil

2011 – Abertura de escritório na China (Pequim)

2012 –Abertura de escritórios na Colômbia e no Cazaquistão

2013 – Entrada no ranking mundial World Architects 100 (WA100) – a S+A é o único ateliê português nesta lista, sendo reconhecido como 4º maior em África e 7.º na América do Sul e Central; abertura de escritórios nos Emirados Árabes Unidos e em Singapura

2014 – Criação da S+A Interior Design by Nini Andrade Silva; integração da vertente de sustentabilidade criando a S+A Green Lab, com Isabel Santos; abertura de escritórios na Malásia e na China (Xangai)

2015 – Criação da S+A Design Henrique Cayatte; abertura de escritório no México; parceria com a 615 Concepts, alargando a esfera de influência na China até Macau

 

Perto de 100 projectos

Desde a criação da 615 Concepts, em 2009, Hermes Lai, Raymond Kong e Vincent Sou já concluíram perto de 100 projectos. A maioria foi realizada em Macau, mas também em Hong Kong e Interior da China. Com 12 empregados nos quadros, a 615 Concepts recorre a colaboradores externos especializados sempre que algum projecto o exige. Os principais clientes vêm de espaços comerciais e residenciais. Quanto a facturação e lucros, os sócios não querem revelar números.

 

Abraço ao mundo

A S+A foi fundada em 1996 por Miguel Saraiva, que se mantém à frente do ateliê como proprietário, CEO e arquitecto líder de projecto. A empresa conta com 115 colaboradores e clientes em todo o mundo, tanto no sector público como no privado. Facturou 15 milhões de euros em 2014, com o mercado internacional a representar 85 por cento do volume de negócios. O investimento é feito principalmente na abertura de escritórios em novos mercados, estando presente em 11 países. Tem também desenvolvido trabalhos para Angola, Azerbaijão, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gabão, Gana, Guiné Conacri, Marrocos, Moçambique, Nigéria, Rússia, Senegal, Turquia e Turquemenistão.

 

LEMON LEMON CAFE_02

THE RESIDENCIA MACAU_01

THE DARLING BUDS OF MAY

ARTIGO