Segunda-feira, Outubro 26, 2020
Inicio Ásia Uma zona metropolitana de nível mundial

Uma zona metropolitana de nível mundial

 

 

 

Texto Catarina Domingues

 

Macau, Hong Kong e Província de Guangdong transformadas numa área metropolitana tão competitiva quanto Los Angeles, Nova Iorque ou Tóquio. Este é um dos grandes objectivos do projecto “Área da Grande Baía”. A ambição poderá materializar-se já na próxima década, de acordo com o Centro Chinês para o Intercâmbio Económico Internacional, que está a dar apoio ao desenvolvimento do plano. “Até 2030, a área [da Grande Baía] deverá ter o maior PIB entre todas as áreas de baía mundiais e tornar-se num centro de manufactura avançada, assim como num centro global importante de inovação, finanças, transporte e comércio”, disse Zhang Xiaoqiang, vice-chefe-executivo desse centro. Citado pela agência oficial chinesa Xinhua, Zhang salientou que o PIB regional da “Grande Baía” deverá alcançar 4,62 biliões de dólares americanos até 2030, ultrapassando então as grandes áreas que envolvem Tóquio, Nova Iorque ou São Francisco. “A área verá melhorias substanciais na capacidade de cooperação e concorrência globais e ascenderá ao topo dos agrupamentos de cidades mais conhecidas do mundo até 2030”, afirmou Zhang Xiaoqiang.

A “Área da Grande Baía” inclui as duas regiões administrativas de Macau e Hong Kong e nove cidades da Província de Guangdong, nomeadamente Dongguan, Foshan, Cantão, Huizhou, Jiangmen, Shenzhen, Zhaoqing, Zhongshan e Zhuhai.

 

 

Foi no início de Julho deste ano que este conceito da “Grande Baía” começou definitivamente a ganhar forma. Nesse mês, em Hong Kong, os representantes máximos das três regiões chinesas assinaram o acordo-quadro para o desenvolvimento da estratégia. O momento foi testemunhado pelo Presidente Xi Jinping, que se deslocou à região vizinha para participar nas comemorações do 20.º aniversário da transferência de administração de Hong Kong.

Em 2008, as três regiões tinham iniciado um debate sobre a possível criação de uma área metropolitana de nível mundial. Mas o conceito “Grande Baía” só apareceria pela primeira vez alguns anos mais tarde, em 2015, num documento do Governo Central sobre a criação da “Rota da Seda e da Rota Marítima da Seda para o Século XXI”, projecto chinês que pretende reactivar o trajecto milenar que uniu o Oriente ao Ocidente. Em 2016, a ideia de integração económica destas regiões voltava a ser referida, dessa vez nas Linhas Gerais do 13.º Plano Quinquenal da China. Já este ano, o relatório de trabalho do Governo Central, aprovado durante o Congresso da Assembleia Popular Nacional, sublinhava a importância de “incrementar a cooperação aprofundada entre o Interior da China e Hong Kong/Macau, analisando a forma de elaborar um plano de desenvolvimento para a região metropolitana da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”.

 

 

De acordo com um comunicado do Gabinete do Porta-voz do Governo da RAEM, “a construção conjunta da Grande Baía criará uma região económica dotada de ainda mais vitalidade, desdobrando-se num ambiente com óptimas condições para viver, trabalhar e viajar, além de constituir-se numa zona-modelo para cooperação em profundidade entre a China Interior e as duas regiões especiais”. Esta região económica, continua o documento, deverá tornar-se numa “baía de primeira linha no plano internacional e uma zona metropolitana de nível mundial”.

Ainda segundo o gabinete, cabe a Macau incentivar a execução do princípio ‘Um País, Dois Sistemas'” e reforçar a cooperação para servir o desenvolvimento de ‘Uma Faixa, Uma Rota'”.

Já para o Chefe do Executivo da RAEM, Chui Sai On, a Área da Grande Baía será pioneira na criação de uma zona dinâmica, competitiva e de excelência internacional. Durante a cerimónia de assinatura do “Acordo-Quadro para o reforço da cooperação Guangdong-Hong Kong-Macau e promoção da construção da Grande Baía”, no dia 1 de Julho deste ano em Hong Kong, Chui Sai On apontou quatro áreas prioritárias a desenvolver por Macau na participação deste projecto, de que destacou a necessidade de uma melhor integração de Macau no desenvolvimento da China no âmbito do princípio “um país, dois sistemas”. “No futuro, Macau irá tomar a iniciativa de visar o reforço da comunicação com o Governo Central, empenhar-se na construção de Macau, aprofundar a integração do território no desenvolvimento de Guangdong e de Hong Kong e ainda utilizar de forma activa os recursos de todas as partes, com o objectivo de impulsionar da melhor maneira o desenvolvimento desta Área da Grande Baía e com um ritmo mais acelerado”, referiu.

 

 

MACAU NA “GRANDE BAÍA”

Papel:

– impulsionar o princípio “Um País, Dois Sistemas”

– estabelecer laços de cooperação para servirem o desenvolvimento da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”

 

Função:

– centro mundial de turismo e lazer com a criação de uma base de formação de recursos humanos em educação turística

– plataforma de serviços na cooperação entre a China e os países de língua portuguesa

– base de cooperação e diálogo, promovendo a coexistência de diversas culturas

 

 

*****

 

Raio-X da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau

 

Cidades englobadas no projecto da Grande Baía

 

Zhaoqing

Área: 15.000 km2

PIB: US$ 30,2 mil milhões

População: 4,06 milhões

 

Foshan

Área: 3875 km2

PIB: US$ 125,3 mil milhões

População: 7,5 milhões

 

Zhongshan

Área: 1770 km2

PIB: US$ 46,4 mil milhões

População: 3,23 milhões

 

Jiangmen

Área: 9505 km2

PIB: US$ 29,5 mil milhões

População: 4,51 milhões

 

Zhuhai

Área: 1696 km2

PIB: US$ 32,3 mil milhões

População: 1,68 milhão

 

Cantão

Área: 7436 km2

PIB: US$ 284,6 mil milhões

População: 14,04 milhões

 

Huizhou

Área: 11.159 km2

PIB: US$ 49,5 mil milhões

População: 4,78 milhões

 

Dongguan

Área: 2512 km2

PIB: US$ 99,1 mil milhões

População: 8,25 milhões

 

Shenzhen

Área: 2007 km2

PIB: US$ 283 mil milhões

População: 11,90 milhões

 

Hong Kong

Área: 1104 km2

PIB: US$ 319,3 mil milhões

População: 7,37 milhões

 

Macau

Área: 30,5 km2

PIB: US$ 44,7 mil milhões

População: 0,64 milhões

 

 

 

 

A Grande Baía em comparação com outros países

 

Em População (2015)

Alemanha       81,7 milhões

Turquia           78,7 milhões

Tailândia        68,8 milhões

Grande Baía   68,0 milhões

Reino Unido   65,1 milhões

França            64,3 milhões

Itália               60,8 milhões

África do Sul   55,0 milhões

Myanmar        51,8 milhões

Coreia do Sul  51,0 milhões

 

 

Top 10 portos de contentores do mundo (2016)

1          Xangai                      37.133

2          Singapura                 30.904

3          Shenzhen               23.979

4          Ningbo-Zhoushan     21.561

5          Hong Kong            19.813

6          Busan                      19.455

7          Cantão                     18.850

8          Qingdao                   18.050

9          Dubai                       14.772

10        Tianjin                      14.519

*Unidade equivalente a 20 pés (TEU)

 

 

Top 15 maiores PIB do mundo

Posição           País                            US$ Mil Milhões (2015)

1                     Estados Unidos          18.037

2                     China                         11.226

3                     Japão                         4382

4                     Alemanha                   3365

5                     Reino Unido                2863

6                     França                        2420

7                     Índia                           2088

8                     Itália                           1826

9                     Brasil                          1801

10                   Canadá                       1553

11                   Coreia do Sul              1383

12                   Rússia                        1366

                       Grande Baía             1300

13                   Austrália                      1230

14                   Espanha                     1194

15                   México                       1151

 

 

A Grande Baía x Maiores áreas metropolitanas do mundo

 

Grande Baía

Área                                   56.000 km2

PIB                                     US$ 1,3 bilião

População                          66,72 milhões

Unidades administrativas     9 cidades + 2 RAE

 

Grande Tóquio

Área                                    36.800 km2

PIB                                      US$ 1,8 bilião

População                           43,84 milhões

Unidades administrativas      1 capital + 7 municípios

 

Baía de São Francisco

Área                                   17.900 km2

PIB                                     US$ 0,8 bilião

População                          7,6 milhões

Unidades administrativas     9 condados

 

 

 

Cidade de Nova Iorque

Área                                 56.000 km2

PIB                                  US$ 1,7 bilião

População                       8,6 milhões

Unidades administrativas  5 condados

 

Fontes: Wenweipo, Takungpao, Zijin Magazine, FMI, Serviços de Estatísticas da RPC, Livro do Ano da RPC, Estatísticas Anuais da Província de Guangdong, Departamento de Censos e Estatísticas de Hong Kong, Direcção dos Serviços de Estatística e Censo de Macau e Fung Business Intelligence

 

ARTIGO