Quarta-feira, Dezembro 2, 2020
Inicio Arte Artistas lusófonos mostram diversidade de estilos em exposição de pintura em Macau

Artistas lusófonos mostram diversidade de estilos em exposição de pintura em Macau

Integrada na série anual “Pontes de Encontro”, a exposição de pintura lusófona vai estar patente até 5 de Novembro na galeria Comendador Ho Yin, do Clube Militar de Macau.

“O mote geral desta exposição é trazer todos os anos a Macau artistas que estão em actividade e de cada um dos países de língua portuguesa, e identificar obras que no conjunto fazem uma exposição harmoniosa”, disse à Lusa José I. Duarte, um dos curadores da mostra.

Ao todo, são nove os artistas representados nesta exposição, cada um deles com três trabalhos originais: Lino Damião (Angola), Jayr Peny (Brasil), Nela Barbosa (Cabo Verde), João Carlos Barros (Guiné-Bissau), Ung Vai Meng (Macau), Suzy Bila (Moçambique), Pedro Proença (Portugal), Eva Tomé (São Tomé e Príncipe) e Tchum Nhu Lien (Timor-Leste).

“Pela sua natureza, esta exposição exprime múltiplas abordagens criativas e temas, juntando artistas de diversas sensibilidades e técnicas”, refere um texto de apresentação dos curadores.

A mesma nota refere os contrastes entre “a pulsão social visível nas obras de Lino Damião e os universos oníricos de Jayr Peny e Nela Barbosa, as cores e a fantasia de Pedro Proença ou Eva Tomé, e o dinâmico abstracionismo de Ung Vai Meng, o jogo das formas em Suzy Bila, a influência da arte popular em João Carlos Barros e a serenidade figurativa de Tchum Nhu Lien”.

Esta é a terceira exposição anual consecutiva organizada pelo Clube Militar, sob a curadoria da Associação Para a Promoção de Actividades Culturais (APAC).

ARTIGO