Sexta-feira, Dezembro 4, 2020
Inicio Hong Kong Alvarinho de Monção conquista medalhas de ouro em concurso na China

Alvarinho de Monção conquista medalhas de ouro em concurso na China

Em nota enviada à agência Lusa, a adega explicou que naquela competição, realizada em Fevereiro, a cooperativa, com 1.600 associados da sub-região Monção e Melgaço, foi ainda distinguida com uma medalha de ouro com o vinho Adega de Monção Escolha 2017.

Na nota, a adega referiu que aquela competição, que decorreu em Hong Kong, “distingue-se dos concursos internacionais europeus, pelo facto de o júri ser constituído por especialistas que conhecem o mercado chinês, nomeadamente ligados à restauração, importação e distribuição”.

“Os vinhos a concurso da Adega de Monção passarem pelo exigente crivo de um painel de júri, responsável por analisar e provar centenas de referências de todo o mundo”, sustentou.

Para o presidente da adega cooperativa, Armando Fontainhas, citado naquela nota, “a conquista destas medalhas é motivo de grande satisfação e orgulho, uma vez que se trata de um mercado onde a cooperativa está a apostar”.

“Temos a percepção de que o mercado chinês é uma grande oportunidade que temos em mãos, principalmente, pela apetência que o mercado tem manifestado aos nossos vinhos”, sustentou.

Segundo aquela cooperativa “a aposta no mercado chinês ainda é recente, começou a ser trabalhado no final do ano passado, representando muito pouco no volume global da adega.

“No entanto é um mercado com potencial para representar cerca de 10% das exportações num futuro muito próximo”.

As marcas Adega de Monção Escolha, Muralhas de Monção e ainda Alvarinho Deu La Deu são as marcas que estão a ser promovidas no mercado asiático.

Segundo números anteriormente fornecido pela adega, fundada em 1958, “são produzidas, por ano, em 1.237 hectares, cerca de oito milhões de quilos de uvas, das quais 60% pertencem à casta Alvarinho”.

A adega de Monção, situada em plena Região Demarcada dos Vinhos Verdes, na sub-região de Monção e Melgaço, à qual foi reconhecido o uso exclusivo da designação de “Vinho Verde Alvarinho”, exporta para a Europa, África, América do Norte e do Sul.

A instituição integra a rede de Pequenas e Médias Empresas (PME) inovadoras da COTEC, resultado da aposta nas tecnologias modernas empregues na vinificação”.

ARTIGO