Domingo, Julho 5, 2020
Inicio Lusofonia Macau celebra Dia de Portugal em língua portuguesa

Macau celebra Dia de Portugal em língua portuguesa

A iniciativa – uma extensão às comemorações do 10 de Junho – não representa “uma formalidade”, mas a “mobilização conjunta de vários órgãos em torno da promoção de Portugal”, disse Vítor Sereno durante a apresentação do programa.

“O programa mais vasto de sempre” apresenta duas grandes surpresas: um concerto de Pedro Abrunhosa e mostras inéditas de filigrana portuguesa, revelou o diplomata.

O cantor e compositor português tem concerto marcado para o dia 8 de Junho no Centro Cultural de Macau. No final do mês, a “nostalgia” chega ao território com os fados de Coimbra, no teatro Dom Pedro V. Mas nem só de música vive o alinhamento.

No cinema, destaque para a presença do veterano António Pedro Vasconcelos, que dará uma conferência no Café Oriente no dia 7. Os filmes do seu repertório ‘Jaime’, ‘Os Gatos não têm Vertigens’ e ‘Os Imortais’ serão exibidos em diferentes dias.

Já no campo das exposições, a maior aposta foi na artista Ana Aragão. A arquitecta e designer portuense é a “convidada especial” para exibir obras de “grande dimensão em desenho e tapeçaria”.

A exposição arranca no dia 14 de Junho mas prolonga-se cerca de dois meses.

A grande novidade do ano é a joalharia portuguesa, com “mostras inéditas” e demonstrações de filigrana promovidas pela Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal e a Câmara Municipal de Gondomar.

O objectivo é levar “esta tradição” a outros recantos asiáticos.

Junho também é mês de futebol e o cônsul aproveitou para lembrar que todos os jogos de Portugal no mundial da Rússia serão transmitidos em directo no Instituto Português do Oriente.

Teatro, gastronomia e actividades lúdicas completam o programa, que este ano “não se limita a permanecer nos espaços e leva o conceito lá para fora”, com actividades nas escolas da região, por exemplo.

No total, são 25 eventos em 10 espaços culturais e institucionais da cidade, onde mais de 35 artistas irão celebrar Portugal.

No dia 10 de Junho, e à semelhança de anos anteriores, a residência consular vai abrir portas a toda a comunidade. “É esta a diversidade cultural que Macau quer e precisa”, enfatizou o cônsul, acrescentando que o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo de Macau, Alexis Tam, mostrou empenho e vontade em continuar a apoiar estes serviços.

São eventos como este que “asseguram Macau como plataforma para os países de língua portuguesa, mas também da Ásia-Pacífico, elevando o nome de Portugal e da comunidade portuguesa a outro patamar”, concluiu.

“Junho, mês de Portugal” é organizado conjuntamente pelo Consulado Geral português em Macau e Hong Kong, Casa de Portugal em Macau, IPOR, Fundação Oriente, Clube Militar e albergue SCM. O programa é ainda patrocinado pelo BNU Macau e Sociedade de Jogos de Macau.

ARTIGO