Domingo, Julho 5, 2020
Inicio Economia Macau autoriza BNU e Banco da China a emitirem notas que reforçam...

Macau autoriza BNU e Banco da China a emitirem notas que reforçam qualidades antifalsificação

O Governo de Macau autorizou o Banco Nacional Ultramarino (BNU) e o Banco da China a emitirem novas notas que reforçam as qualidades antifalsificação, foi hoje anunciado.

O valor máximo para os únicos bancos emissores de moeda em Macau é de 75,4 mil milhões de patacas (8,7 mil milhões de euros), indicou o Conselho Executivo em comunicado.

“Os regulamentos administrativos autorizam o Banco da China, Limitada e o Banco Nacional Ultramarino, S.A. a emitir novas notas, (…) sendo a quota total de emissão de cada banco emissor 37,7 mil milhões de patacas [4,35 mil milhões de euros]”, informou o Conselho Executivo, em comunicado.

“Tendo em atenção que, atualmente, as notas emitidas (…) têm sido utilizadas há já muitos anos e tendo em atenção o aperfeiçoamento constante e as inovações no âmbito da técnica de impressão e das características de antifalsificação, o Governo da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau] concordou com a emissão (…) de uma nova série de notas, de modo a elevar o nível de características de antifalsificação”.

ARTIGO