Terça-feira, Abril 20, 2021
Inicio Turismo Macau apresenta-se em Hangzhou, no sudeste da China, como destino seguro

Macau apresenta-se em Hangzhou, no sudeste da China, como destino seguro

A Semana de Macau, no final deste mês, na cidade chinesa de Hangzhou, vai apresentar descontos de 90 milhões de patacas para promover o território como destino seguro e saudável, foi anunciado na passada sexta-feira.

“O valor total do desconto é fornecido pela indústria (…) Esperamos que os nossos amigos de Hangzhou aproveitem este desconto para vir a Macau em breve”, afirmou a diretora dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena de Senna Fernandes, à margem de uma visita de jornalistas ao Museu do Grande Prémio.

Os descontos abrangem bilhetes de avião, alojamento e restauração e serão vendidos durante a semana de promoção de Macau em Hangzhou, no sudeste da China, que pretende atrair turistas ao território para tentar ultrapassar o impacto da pandemia da Covid-19.

O objectivo desta semana, que decorre entre 26 e 29 de Março, é promover a região administrativa especial chinesa como um destino seguro, há 354 dias sem casos de Covid-19, e atrair visitantes chineses para “contribuir para a recuperação económica de Macau”, de acordo com as autoridades locais.

Considerada uma das regiões mais seguras do mundo em relação à pandemia de Covid-19, Macau contabilizou apenas 48 casos desde que o novo coronavírus chegou ao território, no final de Janeiro de 2020, não tendo registado até agora nenhuma morte causada pela doença.

Na véspera do arranque desta semana, vai realizar-se um seminário sobre Turismo, Convenções e Exposições, na próxima sexta-feira, para reforçar o intercâmbio e a cooperação entre os operadores turísticos de Hangzhou e Macau.

Com a participação de vários serviços públicos, empresas, organizações e associações de Macau, a semana do território vai apresentar aos residentes e visitantes de Hangzhou, na rua pedonal Hubin, vários aspectos da vida na cidade, em diferentes zonas temáticas sobre elementos únicos de Macau, como o Património Mundial, o Património Cultural Intangível local, e o papel como plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa, com a apresentação de produtos do bloco lusófono.

A Direção dos Serviços de Turismo (DST), a Confraria da Gastronomia Macaense e um hotel de Hangzhou vão promover a cultura gastronómica do território, que pertence à rede das cidades criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), entre 26 de Março e 11 de Abril.

Danças do dragão, com iluminações nocturnas, do leão, folclore português, e exibições da Tuna Macaense completam o programa.

Durante a Semana de Macau em Hangzhou, “os complexos turísticos e companhia aérea relacionados prepararam também descontos turísticos no valor total de 90 milhões de patacas para vender no local e através das suas plataformas”, indicou, em comunicado, a DST.

Em Setembro do ano passado, a DST organizou uma semana de Macau em Pequim.

ARTIGO