Domingo, Julho 12, 2020
Inicio Arte

Arte

O toque chinês que influenciou a literatura e a arquitectura do Brasil colonial

Uma pequena igreja no interior do Estado brasileiro de Minas Gerais tem as suas paredes ornamentadas com torres, flores e pássaros chineses. As pinturas têm séculos de existência, mas ainda hoje nos transportam para o Oriente. Embora seja uma relação pouco conhecida, a cultura chinesa deixou marcas fortes em várias igrejas brasileiras do período colonial. São as “chinesices”, termo que se refere à imitação ou adopção de padrões chineses na arquitectura e na literatura, que tiveram o seu auge durante o Ciclo do Ouro no Brasil

“Renascer” em Macau

“Desenhos do tempo da Renascença do British Museum” traz obras de Da Vinci, Michelangelo e outros grandes nomes ao Museu de Arte de Macau

Papel: um importante meio de difusão de conhecimento

É um produto que anda nas mãos de praticamente toda a gente. E até há uns bons anos se quiséssemos ler notícias, anúncios, escrever uma carta para familiares e amigos ou simplesmente escrever um texto qualquer que nos apetecesse, teríamos que o fazer utilizando-o exclusivamente como suporte. 

Actor residente de Macau estreia-se com Maisie Williams

Zach Wyatt formou-se recentemente pela Escola de Música e Teatro Guildhall.

Mostra com seis exposições junta obras de 27 artistas lusófonos e da China em Macau

Vários espaços em Macau acolhem, a partir de 9 de Julho, a mostra “Alter Ego” composta por seis exposições e uma intervenção de arte urbana por 27 artistas de Portugal, países lusófonos e da China.

Lio Kuokman | Pauta e rota de um maestro afortunado

Estudou piano numa das mais conceituadas escolas de música do planeta e direcção de orquestra com alguns dos principais pesos pesados da música erudita internacional. Perdeu o primeiro emprego para a crise norte-americana do subprime, mas não baixou os braços e em 2014 assinou a melhor participação de sempre de um jovem maestro no Concurso Internacional de Direcção de Orquestra Svetlanov, ao arrecadar não um, mas três prémios. No mesmo ano, tornou-se o primeiro maestro chinês a dirigir a prestigiada Orquestra de Filadélfia, onde permaneceu durante dois anos e, desde então, tem actuado com algumas das mais ilustres orquestras mundiais. Os críticos louvam-lhe a subtileza, a sensibilidade e um "indispensável sentido de controlo", mas o jovem maestro, nascido em Macau no início da década de oitenta, diz que mais do que ao talento, deve à fortuna uma carreira a todos os níveis admirável. Lio Kuok-man em discurso directo.

Bienal de Arquitectura de Veneza | A cartada de Macau

A carta de jogo figura como o elemento base do projecto que vai representar Macau na Bienal de Arquitectura de Veneza que inaugura em Maio. Simboliza o rápido crescimento económico, mas vai muito além disso. Manipulada de diferentes formas desvenda espaços públicos com uma singular relação de proximidade e interacção com quem os utiliza.

Roteiro Cultural | Há mais vida na cidade

Longe vão os dias em que o Centro Cultural e o Museu de Arte dominavam por completo a paisagem cultural de Macau. Entre galerias e espaços multifacetados, uma casa dedicada ao cinema e outra ao design, a RAEM tem hoje lugares de cultura que se estendem da zona norte da cidade à Taipa e a Coloane. O mapa cultural e criativo da cidade promete continuar a crescer.

Festival de Artes de Macau arranca na sexta-feira

O espectáculo do mestre do teatro japonês Tadashi Suzuki é um dos destaques do Festival de Artes de Macau, que arranca na sexta-feira com um programa de 26 espectáculos e exposições, incluindo concertos de Fado.

Paula Rego “madrinha” da primeira bienal internacional de mulheres artistas de Macau

A pintora portuguesa Paula Rego vai ser "a madrinha" da primeira bienal internacional de mulheres artistas de Macau, de 8 de Março a 13 de Maio, anunciou o director-geral do Albergue SCM, Carlos Marreiros.

Átrio | Encenadora de ideias

Jenny Mok é uma das mais destacadas encenadoras de Macau. A actual directora do grupo Comuna de Pedra acredita que o corpo e a performance são poderosos transmissores de mensagens.

Paixão pelo bambu

A utilização do bambu como material de construção em Macau é uma prática secular, que tem passado de geração em geração sem que exista um manual, um livro. Três arquitectos portugueses empenham-se agora para que este conhecimento adquirido de forma empírica entre para a lista de património imaterial de Macau.