Domingo, Novembro 29, 2020
Inicio Cultura

Cultura

Lio Kuokman | Pauta e rota de um maestro afortunado

Estudou piano numa das mais conceituadas escolas de música do planeta e direcção de orquestra com alguns dos principais pesos pesados da música erudita internacional. Perdeu o primeiro emprego para a crise norte-americana do subprime, mas não baixou os braços e em 2014 assinou a melhor participação de sempre de um jovem maestro no Concurso Internacional de Direcção de Orquestra Svetlanov, ao arrecadar não um, mas três prémios. No mesmo ano, tornou-se o primeiro maestro chinês a dirigir a prestigiada Orquestra de Filadélfia, onde permaneceu durante dois anos e, desde então, tem actuado com algumas das mais ilustres orquestras mundiais. Os críticos louvam-lhe a subtileza, a sensibilidade e um "indispensável sentido de controlo", mas o jovem maestro, nascido em Macau no início da década de oitenta, diz que mais do que ao talento, deve à fortuna uma carreira a todos os níveis admirável. Lio Kuok-man em discurso directo.

Patuá | Uma língua que teima em viver 

A sentença é há muito conhecida: com um número de falantes que não chega à centena e há várias gerações arredado do domínio do lar, o patuá é uma língua virtualmente morta. No entanto, “o papiá cristam di Macau” nunca foi tão estudado como agora, nunca teve tanta visibilidade e nunca esteve tão presente no imaginário comum da região. No ano em que o grupo Dóci Papiáçam di Macau completa um quarto de século, a MACAU tenta perceber o que reserva o futuro a uma manifestação que mais do que um mero idioma, é uma marca incontornável da identidade da comunidade macaense. O futuro da língua maquista, dizem os especialistas, pode estar, em grande medida, no mundo virtual.

Fadistas portugueses Mísia e Pedro Moutinho encerram Festival de Artes de Macau

Os fadistas portugueses Mísia e Pedro Moutinho vão subir ao palco do Festival de Artes de Macau no último dia do certame, a 31 de Maio, num concerto com a Orquestra Chinesa de Macau.

Mais de 27 candidaturas de filmes portugueses no Festival Sound&Image de Macau

A 9.ª edição do Sound & Image Challenge de Macau, festival que motiva todos os anos produtores locais e internacionais de curtas-metragens e música a competir no território, já recebeu pelo menos 27 candidaturas de filmes portugueses.

Bienal de Arquitectura de Veneza | A cartada de Macau

A carta de jogo figura como o elemento base do projecto que vai representar Macau na Bienal de Arquitectura de Veneza que inaugura em Maio. Simboliza o rápido crescimento económico, mas vai muito além disso. Manipulada de diferentes formas desvenda espaços públicos com uma singular relação de proximidade e interacção com quem os utiliza.

Roteiro Cultural | Há mais vida na cidade

Longe vão os dias em que o Centro Cultural e o Museu de Arte dominavam por completo a paisagem cultural de Macau. Entre galerias e espaços multifacetados, uma casa dedicada ao cinema e outra ao design, a RAEM tem hoje lugares de cultura que se estendem da zona norte da cidade à Taipa e a Coloane. O mapa cultural e criativo da cidade promete continuar a crescer.

Macau, terra de todas as cores e sotaques

A saudade faz-se de memórias e de sabores. Macau é hoje a casa de muitos residentes vindos do mapa da lusofonia. Um viver por cá sem esquecer as origens e buscando fazer do longe um pouco mais perto. A MACAU foi conhecer como é que as comunidades lusófonas residentes na cidade mantêm vivas as suas tradições.

Festival de Artes de Macau arranca na sexta-feira

O espectáculo do mestre do teatro japonês Tadashi Suzuki é um dos destaques do Festival de Artes de Macau, que arranca na sexta-feira com um programa de 26 espectáculos e exposições, incluindo concertos de Fado.

Violinista Carlos Damas faz digressão pela China com António Fragoso no programa

O violinista português Carlos Damas inicia amanhã uma digressão por sete palcos chineses, acompanhado pelo pianista espanhol Rubén Lorenzo, apresentando um repertório que inclui peças de António Fragoso e Joaquín Turina.

Contos de Eça de Queiroz publicados em edição bilingue em Macau

O Instituto Cultural (IC) de Macau publicou os "Contos Selecionados de Eça de Queiroz" numa edição bilingue, em português e chinês, destinada a promover o intercâmbio literário entre as duas línguas. A tradução da obra ficou a cargo da professora Han Lili e a produção é da responsabilidade da Ipsis Verbis.

Átrio | Encenadora de ideias

Jenny Mok é uma das mais destacadas encenadoras de Macau. A actual directora do grupo Comuna de Pedra acredita que o corpo e a performance são poderosos transmissores de mensagens.

Cinema | Do Festival à indústria

A partir de Setembro deste ano, a Universidade de São José vai impulsionar a primeira licenciatura em cinema ministrada por uma instituição de ensino superior da RAEM. O novo curso estava já nos planos da universidade quando a primeira edição do Festival Internacional e Cerimónia de Entrega de Prémios de Macau (IFFAM) se realizou, em 2016, mas o aparecimento de um programa académico direccionado em exclusivo para o universo da cinematografia constitui um contributo valioso para um desígnio que ganhou força com a organização do IFFAM: o de afirmar a RAEM como um importante centro de produção e de distribuição de cinema. O que é necessário, afinal, para colocar Macau no mapa global da sétima arte?