Quarta-feira, Maio 27, 2020
Inicio Desporto

Desporto

Tantos deuses por onde escolher…

Dayron Robles, Asafa Powell, Yelena Isinbayeva, Michael Phelps, Roger Federer, Justine Henin, Kaká, Messi, Yang Wei, Irina Karavaeva, Timo Boll e Ryoko Tamura. Nomes que vão, certamente, brilhar em Pequim

Quando a ambição é apenas participar

Não sonham com medalhas. Estar presente já é uma conquista. Mais do que subir ao pódio, a missão dos comités olímpicos dos restantes países lusófonos é dar a conhecer o seu país ao mundo

Canarinhos já pensam em 2016

Os atletas brasileiros vão desembarcar nas Olimpíadas de Pequim animados pelo resultado histórico alcançado nos Jogos Pan-americanos de 2007

À espera de Mutola

A veterana Maria de Lurdes Mutola é a maior esperança de Moçambique na conquista de uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim

Basquetebol e andebol as grandes apostas de Angola

O basquetebol masculino e o andebol feminino são as grandes apostas do Comité Olímpico de Angola (COA) para os Jogos Olímpicos

Hora de Vanessa cumprir destino que Fernanda Ribeiro lhe abriu…

Vanessa Fernandes, Naide Gomes, Nelson Évora, Telma Monteiro João Neto, Rui Silva, Francis Obikwelu, Álvaro Marinho-Miguel Nunes e João Rodrigues. Nomes portugueses para conquistar medalhas em Pequim

Oportunidade de ouro para os atletas chineses

Em Pequim, a China poderá ultrapassar os Estados Unidos no número de medalhas de ouro conquistadas. A delegação chinesa deverá ter cerca de 600 atletas

Negociar com os terroristas

De Helsínquia (1952) a Atlanta (1996) chefiou a delegação de Hong Kong aos Jogos Olímpicos. O português Oliveira Sales não esquece o massacre de Munique (1972) quando os terroristas palestinianos sequestraram e mataram atletas israelitas

Macau presente nos Paralímpicos

Ao contrário do que acontece nos Jogos Olímpicos, nas Olimpíadas para deficientes, Macau marca presença com uma delegação desportiva de pequena dimensão, mas com vontade de dignificar a RAEM e a causa do desporto paralímpico

Plataforma para Pequim

A qualidade das instalações desportivas e das infra-estruturas hoteleiras atraíram os comités olímpicos de nove países para realizar estágios em Macau. Aqui vão estar muitos candidatos a medalhas nos Jogos de Pequim

A nova menina-prodígio do desporto português

A jovem tenista Michelle Brito quer chegar a número um do ranking. Depois de conquistar o mundial júnior, prepara-se para começar a triunfar no circuito internacional

O primeiro português do futebol italiano

O primeiro futebolista português a transferir-se para Itália reside em Macau há mais de duas décadas e meia. O médico Jorge Humberto jogou no Inter de Milão, onde agora brilha Luís Figo