Sexta-feira, Outubro 30, 2020
Inicio Economia

Economia

Elogios de Pequim

Dois ou três minutos foi quanto os jornalistas tiveram para captar imagens e testemunhar os encontros de Edmund Ho com o Presidente e o primeiro-ministro chineses. Tempo suficiente, porém, para se perceber como iria saldar-se a deslocação a Pequim do Chefe do Executivo para apresentar o relatório de actividades de 2007 e os planos de 2008 para a RAEM. Desenvolvimento problemas foram as palavras que dominaram a visita de um dia à capital chinesa

Rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

O XVII Congresso do Partido Comunista Chinês (PCC) trouxe à tona dirigentes da nova geração chinesa e ficou marcado pela inserção na constituição do Partido da tese do “conceito científico de desenvolvimento”, perspectiva que tem sido defendida nos últimos anos pelo secretário-geral Hu Jintao, que neste conclave assumiu o segundo e último mandato de cinco anos.

Dois grandes parceiros da china

Entre os países de língua portuguesa, Angola e Brasil são os dois maiores parceiros comerciais da China. Angola por via das importações, que, no ano passado, ascendiam a 894 milhões de dólares norte-americanos. Já o parceiro número um, o Brasil, que tem tido sempre uma balança comercial favorável, revela agora um ligeiro défice

Crédito à cooperação

O Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa foi lançado há quatro anos. Das ideias passou-se aos factos e o sector financeiro disponibiliza-se para viabilizar intenções e projectos

Amorim constrói fábrica em Xian

Com uma presença na China de mais de 20 anos, a Corticeira Amorim está a construir uma fábrica em Xian, que deverá começar a laborar no final do ano

Harmonia, mudança e equilíbrio social

Linhas de Acção Governativa para 2007

Guia do investidor

Como investir em Macau? Conheça os passos que tem que dar para fazer negócios na Região Administrativa Especial de Macau

Cooperação que vem de longe

Basta um pequeno passeio pela cidade da Praia, capital de Cabo Verde, para perceber que as relações de cooperação entre o arquipélago e a República Popular da China são antigas, volumosas e estratégicas. Uma barragem acabada de construir torna mais imponente esta realidade

Uma porta aberta

Numa imagem proposta pelo secretário para a Economia e Finanças da RAEM, Francis Tam, no âmbito da cooperação, cabe ao Governo fazer o trabalho de promoção, de “abrir a porta”, enquanto dos empresários se espera que aproveitem a oportunidade dada e façam negócios

Cooperação no Sul da China

Apesar de ostentar, entre outros, o título de “Fim da China”, com origem na sua localização no ponto mais a Sul do país, Hainão pode representar para Macau o início de uma proveitosa cooperação. Edmund Ho, o Chefe do Executivo da RAEM, acredita que essa cooperação tem “um grande futuro”

Parcerias reforçadas

O 2o Encontro Empresarial China/Países de Língua Portuguesa, realizado em Lisboa, permitiu o reforço de parcerias. Macau reafirmou o seu papel de plataforma de cooperação, Portugal encontrou o seu parceiro de distribuição no mercado chinês e os empresários viram criadas novas linhas de crédito ao investimento