Terça-feira, Julho 7, 2020
Inicio Lusofonia

Lusofonia

Novo impulso para o Fórum

No ano em que celebra o décimo aniversário, o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa surge com um novo impulso, com a formalização do fundo de mil milhões de dólares norte-americanos

Confúcio já sabe sambar

A China foi o principal parceiro comercial do Brasil em 2012, mas as relações entre os dois países florescem para lá dos negócios. Luís Paulino, professor no IC da Universidade Estadual Paulista (UNESP), a maior universidade brasileira, explica como os dois países estão cada vez mais próximos

Uma ponte entre a China e a lusofonia

É uma instituição da Universidade de Lisboa mas que pela sua condição e geografia se assume cada vez mais como uma ponte entre a China e as lusofonias. Se há quatro anos o Instituto Confúcio era ainda um ensaio sobre o futuro da língua chinesa no meio académico português, hoje perfila-se como um instrumento da língua nas relações culturais, mas também económicas e comerciais

Uma comunidade cheia de vida e tradição no Brasil

“Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa.” A frase de Fernando Pessoa, proclamada e expressa em sotaques e nuances diferentes tem um significado especial para a diáspora macaense em São Paulo. Os filhos da terra imigraram em massa para o Brasil em meados da década de 1960 e lá construíram novas raízes. Mas nunca esqueceram as suas origens

Moçambique a várias cores

O recente crescimento económico de Moçambique levou dezenas de nacionalidades ao país. Mas três comunidades já têm bilhete de identidade. São negros, descendentes de portugueses e de indianos. E a mescla dos seus costumes, tradições e crenças construíram um país tolerante e único

A festa de todos os sotaques do português

Os vários sotaques do português voltaram a cruzar-se em Outubro em mais uma edição da Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa e do Festival da Lusofonia. O artesanato, a música e a dança da Província de Xinjiang tiveram lugar de destaque, numa semana que arrancou a preencher os estômagos de residentes e turistas de Macau com a Mostra Gastronómica da Lusofonia

Ensino superior lusófono ganha força

O Instituto Politécnico de Macau foi o palco da conferência que juntou figuras de topo do ensino superior dos países e regiões onde se fala português. Sob chancela da associação FORGES, debateram-se estratégias e marcaram-se objectivos ambiciosos

Por Cabo Verde – Do Trapiche do Paul à Boca de Pistola

A pequena embarcação em largo círculo aproa à embocadura. Uma, duas vezes. Marcha à ré! Ainda não é desta. Sente o piloto não estar no momento. Contam-se as ondas, uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete! Motor a toda a força, ou braços nos remos em movimentos ciclópicos, e a pequena embarcação parece voar sobre os negros pedregulhos e os remoinhos denunciados na espuma branca. Esta está a salvo!

Ilha do Sal, a porta de entrada no arquipélago da “morabeza”

Considerado sector estratégico para o desenvolvimento sustentado de Cabo Verde, o turismo conheceu nos últimos anos um incremento assinalável. Os hotéis cabo-verdianos encontram-se já entre os mais activos de África. Segundo dados oficiais, a taxa de ocupação média a nível nacional é superior a 60 por cento

“A aposta no turismo é já irreversível”

O Turismo em Cabo Verde está em alta. Criadas as infra-estruturas de base, como portos e sobretudo aeroportos internacionais em várias ilhas, a fase seguinte é a “revolução” já em curso na legislação para trazer qualidade. Até ao final do ano, os dez “grãozinhos de areia” em pleno Atlântico tropical estarão dotados de toda uma organização que permitirá atrair mais turistas e mais investidores, que contarão com incentivos especiais. Além do tradicional mercado europeu, Emanuel Almeida, director-geral do Turismo de Cabo Verde, explica a aposta no mercado asiático, esperando que, em meados de 2013, para quando se espera a abertura dos primeiros casinos, os jogos de fortuna e azar possam trazer para o arquipélago o turismo de lazer e de jogo

Cabo Verde quer mais de Macau

O primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, passou em Julho pelo território, depois de participar na quinta conferência ministerial do Fórum de cooperação China-África em Pequim. Além de querer mais investimento de Macau, o dirigente explicou que tem uma parceria firmada com o empresário local David Chow ainda por concretizar

Cooperação através da advocacia

A abordagem à China da sociedade de advogados portuguesa PLMJ começa a dar frutos positivos. O seu sócio fundador, Luís Sáragga Leal, acredita que “os grandes grupos chineses têm toda a vantagem em investir em Angola e Moçambique em associação com grupos portugueses”. O Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa é a força motriz