Domingo, Novembro 29, 2020
Inicio Pessoas

Pessoas

Desde tempos imemoriais

Símbolo de nobreza e prestígio, a força do apelido na China destronou imperadores, uniu clãs e ultrapassou fronteiras. Tamanha importância tiveram também as associações de pessoas com o mesmo sobrenome que se destacaram durante períodos conturbados no país e no ultramar.

Sobre(os)nomes

Quando há várias décadas famílias migrantes chinesas partiram para Macau à procura de novas oportunidades, deixaram tudo para trás. Tudo menos o nome. Unidos pelos mesmos apelidos, estes homens e mulheres acreditam que podem ser sangue do mesmo sangue e descendentes de figuras centrais da história da China, como o filósofo taoista Zhuang Zi ou o almirante chinês que conquistou Taiwan, Shi Lang. Em Macau criaram associações que reúnem pessoas com o mesmo apelido.

Fotobiografia de Carlos D’Assumpção lançada em Macau

O Albergue SCM lançou, no sábado, uma fotobiografia do antigo presidente da Assembleia Legislativa Carlos D’Assumpção (1929-1992), uma “figura de vulto", que “contribuiu de forma indelével para Macau”.

Manuel Vicente, o homem além do arquitecto em “A Desmontagem do Desconhecido”

O nome de Manuel Vicente fez-se grande na arquitectura, mas foi a personalidade do criador que a escritora Raquel Ochoa capturou no ensaio biográfico “A Desmontagem do Desconhecido”, obra lançada em Macau, que estará disponível em breve em Portugal.

Liu Jie Mei, farmacêutica de medicina tradicional chinesa

O meu nome é Liu Jie Mei, tenho 71 anos e há 50 anos foi me dada a responsabilidade de continuar com este negócio da família, a Farmácia Chinesa Hang Vo Tong, na Rua dos Mercadores. Esta loja existe aqui desde 1915 e temos o alvará de funcionamento número um. Se eu não tivesse cá ficado, isto já não existia.

Negócios de quem volta a casa

Entre Macau e o mundo estão três empresários. Estudaram, trabalharam lá fora e voltaram a casa já na era RAEM. A família e o trabalho pesaram nesta escolha. E no regresso, decidiram investir na cidade e num negócio.

Como Eric Fok reinventou a cartografia

Eric Fok apropriou-se dos antigos mapas europeus e reinventou-os. No centro das obras do artista, que combinam a cartografia e a arte contemporânea, a realidade e a ficção, está Macau.

Liu Wangjing, produtor de carnes secas

O meu nome é Liu Wangjing, tenho 72 anos, e sou dono de uma loja que vende carnes secas e chouriços chineses artesanais na Rua dos Mercadores. A Quen Ine Chan Carnes Secas está de pé desde 1875 e eu estou aqui desde 1960.

Macau atribui mais alta condecoração da região a ex-secretário

O Chefe do Executivo de Macau vai agraciar o seu ex-secretário para os Assuntos Sociais e Cultura Cheong U e o antigo deputado Lei Pui Lam com a mais alta condecoração da Região Administrativa Especial.

Pan Jitang, confeccionador de pasta de camarão

O meu nome é Pan Jitang, tenho 86 anos e estou à frente da loja de óleo de ostra Kwong Heng Leng, que fica no Largo Governador Tamagnini Barbosa, há 75 anos. Este negócio foi criado pelo meu pai em 1915 e desde então pertence à minha família.

Shen Haigou, vendedor de amendoins

O meu nome é Shen Haigou, tenho 58 anos e sou dono de uma banca de amendoins na Rua do Infante. O meu negócio, Si Heung, existe desde 1962.

Vida multimédia

Até chegar a Macau, Peng Yun passou por Chongqing, Hangzhou e Xangai. Pelo caminho, a pintura deixou de ser “a arte absoluta” e o vídeo tornou-se na “língua materna”