Segunda-feira, Março 8, 2021

ÚLTIMA EDIÇÃO

Doutores ‘made in Macau’

Em Macau, das 10 instituições de ensino superior há cinco que oferecem cursos de doutoramento. Eric Chan, Alexandre Lebel, Rachel Li e...

ARTIGOS

A tradição do ciclo

Há dois milénios que se celebra o Ano Novo Chinês. Na ida aos templos, na passagem pelos mercados, nas ruas engalanadas ou à mesa de família, onde se partilham sabores auspiciosos, a vida renasce todos os anos no primeiro dia da primeira lua do calendário tradicional

Sob o signo do cão

Às 22h15 (hora de Pequim) do dia 29 de Janeiro (isto é, 14h15 de Tempo Universal, TU), começou um novo ano lunar, que se prolongará até 17 de Fevereiro de 2007. Cada ano é regido por um dos doze signos do zodíaco oriental, estando 2006 sob a égide do Cão.

Tufões, filmes e piratas

Por duas vezes, cemitérios serviram de “aeroporto”. O que podia ter sido um mau augúrio acabou por não se confirmar e a história da aviação em Macau tornou-se rica em episódios que acompanharam desde os primeiros tempos o evoluir do meio de transporte aéreo

Os novos voos do Aeroporto Internacional

Dez anos depois da sua inauguração, o Aeroporto Internacional de Macau responde aos desafios de uma região em crescimento económico acelerado. Aposta num centro de companhias de baixo-custo,na diversificação das rotas, no reforço do sector da carga e na melhoria das infra-estruturas

Casas de Macau

O grande salto

Quando em Outubro de 2005 Fei Junlong e Nie Haisheng estiveram cinco dias em órbita, a China dava um grande passo na longa viagem que teve início no final dos anos cinquenta

“9+2” = ambição económica

A fórmula é simples! Ou seja, nove províncias mais duas regiões administrativas especiais empenhadas num projecto de desenvolvimento económico conjunto

Parceria com privilégios

A China distingue Portugal com estatuto privilegiado e Lisboa responde com novo Consulado em Xangai e mais atenção ao maior mercado mundial

O espírito de Macau

Antigo deputado, empresário e presidente do Clube Militar, Cheong Vai Kei era uma figura consensual e um elo de ligação entre as várias comunidades de uma cidade em grande transformação

“Corro por gosto”

Raimundo do Rosário divide-se entre Macau Lisboa, Bruxelas e Genebra. Além das relações institucionais, aposta no apoio aos bolseiros, para quem a representação de Macau funciona como uma “segunda casa”. Os cursos de português e de chinês, como segunda língua, são centrais no projecto

RM 78

EDIÇÕES EM CHINÊS E EM INGLÊS

VÍDEOS

PARCEIROS

LIVROS SOBRE MACAU

Pioneiros de Macau

Mark O’Neill
Instituto Internacional de Macau, 2019


Este livro relembra a vida de mais de uma dezena de personalidades chinesas que se destacaram na história da cidade durante “os seus períodos dramáticos de riqueza e de pobreza”.

De Macau a Lisboa: Na Rota das Porcelanas Ming

Armando J. G. Sabrosa
Instituto Cultural de Macau/Centro de Estudos Históricos/Centro de Humanidades da FCSH da Universidade Nova de Lisboa, 2019


O conteúdo deste trabalho centra-se no estudo de porcelanas provenientes das escavações arqueológicas realizadas em Macau

Anastasis

Carlos Morais José
Abysmo, 2019


A obra de Carlos Morais José foi publicada pela primeira vez em Macau em 2013.

Manuel da Silva Mendes: Memória e Pensamento

Coordenação de António Aresta e Rogério Beltrão Coelho
Livros do Oriente, 2019


A edição reúne ensaios e estudos sobre o autor e o que ele escreveu na imprensa, em Portugal e em Macau, entre outros trabalhos.